TODO DIA ...É 1 TEXTO NOVO!!!

25 de mar de 2014

OS MAIS LOUCOS!!


Jack Torrance - O iluminado (1980)
Shelley Duvall deve ter pesadelo até hoje por causa da interpretação genialmente insana e cheia de caretas de Nicholson. Outro que aterrorizava a coitada no set era o próprio diretor Stanley Kubrick, que a fazia repetir suas cenas até a exaustão.

Durante o inverno, um homem (Jack Nicholson) contratado para ficar como vigia em um hotel no Colorado e vai para lá com a mulher (Shelley Duvall) e seu filho (Danny Lloyd). 

Porém, o contínuo isolamento começa a lhe causar problemas mentais sérios e ele vai se tornado cada vez mais agressivo e perigoso, ao mesmo tempo que seu filho passa a ter visões de acontecimentos ocorridos no passado, que também foram causados pelo isolamento excessivo






Coringa, em Batman (1989)



O Coringa de Nicholson é mais legal que o próprio Batman. O colorido personagem é irreverente e maluquinho no filme de Tim Burton.





Melvin Udall, em Melhor é impossível (1997)


Melvin Udall já é um personagem clássico de Nicholson, criado para a ótima comédia romântica de James L. Brooks. O cara é detestavelmente sincero, tem transtorno obsessivo compulsivo e nenhum traquejo social! 


Frank Costello, em Os infiltrados (2006)
Esse é doido. Nicholson interpreta um mafioso  Frank, bem desequilibrado e um pouco agressivo, no ótimo filme de Martin Scorsese. No filme, Nicholson parece se divertir com seus maneirismos!




RANDLE PATRICK MURPHY - UM ESTRANHO NO NINHO (1975)

Na adaptação do livro de Ken Kensey, o ator Jack Nicholson interpreta Randle Patrick Murphy, que se finge de louco para não ser mandando para a prisão pela sexta vez. Ele é enviado para uma instituição psiquiátrica, onde desobedece as regras e enfrenta a tirania da enfermeira Ratched.

Exceto nos momentos em que demonstra afetividade pelos colegas, Randle possui várias características do transtorno de personalidade antissocial, também conhecida como psicopatia e sociopatia, como o histórico de violação dos direitos dos outros, a ausência de remorso, a incapacidade de aprender com os erros e a manipulação e sedução dos que os cercam.



Os Jack Nicholson’s
Jack Nicholson é, definitivamente, o ator com mais cara de louco. Não é por acaso que muitos de seus personagens são Loucos de carteirinha!!!!!.




Louco


O nome não deixa incógnitas. Ele é um dos personagens mais malucos da Turma da Mônica. Seu nome completo é Licurgo Orival Umbelino Cafiaspirino de Oliveira (e quem inventou esse nome, será que é muito “normal”?!). Ele está sempre provocando situações absurdas, bem loucas, mas sem má intenção, é claro.





Willy Wonka

Com um jeito bem louquinho e engraçado, Willy Wonka interpretado por Gene Wilder em sua primeira versão e depois por Johnny  Deep  este louco é dono de uma fábrica de chocolate que se recusa constantemente a ver o mundo como um adulto. Sua fábrica envolve um contexto cheio de fantasia que agrada as crianças e a ele próprio, já que insiste em não sair desse mundo tão fascinante que a fantasia permite.





Alan

Divertidíssimo capaz de fazer os rabugentos darem boas risadas, Alan, interpretado pelo ator Zach Galifianakis, foi responsável por tornar a comédia “Se beber, não case” ainda mais engraçada. Alan não tem amigos (talvez por ser tão estranho, desastrado, infantil e achar que tudo o que faz é superlegal), e quer a todo custo entrar para o grupo de amigos de seu cunhado, e consegue... Mas isso rende muita confusão...



Rainha de Copas

“Cortem a cabeça, cortem a cabeça!” Quem nunca ouviu essa frase não sabe o que é loucura. Uma rainha “gorda, pomposa, feia e tirana” (segundo a descrição de Alice), que basta uma resposta torta que não lhe soe bem para ordenar sua terrível sentença: cortem a cabeça! Simples assim. Na versão Disney, a Rainha de Copas parece ser bipolar, quando está satisfeita poder ser muito agradável, mas pode ficar furiosa de uma hora para outra, e aí, sai de baixo!




Ace Ventura

Ele interpreta um atrapalhado detetive, especializado em desvendar crimes envolvendo animais. Um dos trabalhos mais insanos do ator, ele exagera nas expressões abobalhadas. Muito excêntrico e divertido conquista o público com seu carisma.


DORI - PROCURANDO NEMO (2003)
Na animação, o peixe-palhaço Marlin parte numa jornada em busca do seu filho Nemo, que foi parar no aquário de um dentista. No caminho, ele ganha uma companheira, Dori, um peixinho que esquece tudo o tempo todo. Dori tem transtorno amnéstico, que faz com que a memória seja prejudicada.



JOÃO ESTRELLA - MEU NOME NÃO É JOHNNY (2008)



O filme é baseado na história de João Guilherme Estrella (Johnny), um jovem de classe média que se tornou um dos maiores traficantes de cocaína no Rio de Janeiro da década de 1990. Johnny tem transtorno mental relacionado à cocaína, observado na pelo seu estado de euforia nas festas retratadas no filme. Ele chega a ficar três dias sem dormir por causa dos efeitos da droga.






JOHN NASH - UMA MENTE BRILHANTE (2001)
Cinebiografia do gênio John Nash, um matemático americano ganhador do Nobel de Economia. Nash ganha fama ainda muito jovem, aos 21 anos, ao formular um complexo teorema matemático. Acaba indo trabalhar num projeto secreto do Departamento de Defesa dos Estados Unidos. O cientista, que ouvia vozes e era introvertido e isolado, foi diagnosticado com esquizofrenia, transtorno psicológico grave cujas características são, entre outras, a apatia, a desatenção, a ausência de respostas afetivas e a incapacidade de sentir prazer.





TYLER DURDEN - CLUBE DA LUTA - (1999)
O protagonista do filme está insatisfeito com seu trabalho e sua vida, querendo dar um rumo diferente para as coisas, quando encontra Tyler Durden, um boa pinta que ganha a vida vendendo sabonetes para boutiques. Ele vai morar com Tyler quando seu apartamento explode e, juntos, eles criam o Clube da Luta, onde homens se reúnem para lutar. Da relação estranha entre o protagonista e Tyler se percebe que o primeiro sofre de um transtorno psicótico mal definido.







MOZART - AMADEUS (1984)
A cinebiografia do gênio da música no século XVIII, Wolfgang Amadeus Mozart, ganhou oito Oscars, incluindo o de melhor filme. Na história do jovem Mozart, vê-se a sua alternância entre sintomas maníacos e depressivos, como é característico do transtorno bipolar. Mozart ora corre atrás de uma mulher para agarrá-la, ora se sente eufórico, com energia inesgotável.







FRANK - PEQUENA MISS SUNSHINE - (2006)
Na comédia, a desajeitada Olive, de sete anos de idade, deseja participar de um concurso de beleza infantil, o Pequena Miss Sunshine. A família, então, entra numa Kombi para fazer uma viagem e chegar até o concurso. O tio de Olive, Frank, se junta aos parentes depois de tentar se suicidar cortando os pulsos e passar um tempo numa instituição psiquiátrica. Ele sofre detranstorno depressivo maior, ou depressão unipolar, que faz com que a pessoa se sinta triste, fraca, desanimada, pessimista, com baixa autoestima, insônia e chorando facilmente.






VADA - MEU PRIMEIRO AMOR - (1991)
A menina Vada Sultenfuss é obcecada com a morte. Sua mãe morreu e seu pai tem uma funerária. Ela só tem 11 anos, mas está sempre indo ao médico, pensando que está doente, tem câncer e vai morrer. Vada é hipocondríaca, ou seja, tem preocupação excessiva com a saúde e medo de desenvolver uma doença grave.






Chapeleiro Maluco

Com uma atuação brilhante do ator Sebastian Stan (Gossip Girl) que dá vida a um personagem maluquinho da silva: Chapeleiro Maluco. O personagem que veio de um mundo mágico vive solitário e sedento pela elaboração de um chapéu que o leve de volta para seu reino encantado.







TRAVIS - PARIS, TEXAS (1984)
O filme começa com Travis vagando pelo deserto, morrendo de sede. Ele encontra um bar, entra e desmaia. Levado a um médico, ele não fala e parece não saber quem. O médico consegue falar com seu irmão, que leva um susto porque não tinha notícias do irmão há quatro anos. Travis tem sintomas de fuga dissociativa, um transtorno caracterizado por perda de memória, viagem súbita e perda de identidade.







GRAHAN E ANN - SEXO , MENTIRA E VIDEOTAPE (1989)
Sexo, Mentiras e Videotape é sobre a relação entre quatro pessoas e uma câmera. Dois dos personagens apresentam disfunção sexual. Graham Dalton tem transtorno erétil masculino, ou seja, é impotente quando está com uma mulher, mas consegue ter ereção e orgasmo quando se masturba assistindo a vídeos de mulheres falando sobre suas experiências sexuais. E a personagem Ann Bishop Melaney tem transtorno do desejo sexual hipoativo. Ela conta para a câmera de Graham que não tem relações sexuais com o marido e não se sente bem quando é tocada por ele.







HUMBERT - LOLITA (1962)
A adaptação do famoso livro do escritor russo Vladimir Nabokov mostra o romance entre um intelectual de meia idade, o professor Humbert Humbert, e a menina Lolita. No livro, ela tem 12 anos e no filme, 15. Humbert, que se casa com a mãe da menina, Charlotte, só pra ficar perto dela, é um pedófilo. A condição é um transtorno de preferência sexual no qual a pessoa sente atração preferencial ou exclusiva por crianças que ainda não tenham atingido a puberdade.






ALVY SINGER - NOIVO NEURÓTICO , NOIVA NERVOSA (1977)

A comédia é estrelada e dirigida pelo amante de Nova York, Woody Allen. Ele é Alvy Singer, um escritor que vê a vida de um jeito muito pessimista: "cheia de solidão, miséria, sofrimento e tristeza". É obcecado pela morte e compra diversos livros com a palavra "morte" no título. Alvy temtranstorno distímico, ou distimia, caracterizado por sintomas depressivos de menor intensidade que os observados num quadro de depressão maior, porém de longa duração. 









Capitão Jack Sparrow

Completamente excêntrico e meio surtado, Jack é a alma do filme. Sempre conseguindo sair das piores situações com soluções muito malucas. Mesmo sabendo que ele não é um exemplo de caráter o público se deixa levar pelo seu carisma.








Arlequina

Ela ama o Coringa. Precisa falar mais alguma coisa?! Somente alguém muito pirado se apaixonaria pelo Coringa! O conheceu no Asilo Arkham, onde trabalhava como psiquiatra. Deixou-se levar pelas histórias tristes que ele lhe contava (uma tática muito usada por psicopatas, como ela não percebeu?! Ela era psiquiatra...). Um dos relacionamentos mais complexos do Universo DC, Coringa sempre a maltrata, mas ela insiste em acreditar que ele a ama, e que tudo não passa de uma brincadeira da parte dele.




Anthony Perkins como Norman Bates, em Psicose (1960)


Norman Bates deixaria Freud de cabelo em pé! O moço simpático e acanhado revela-se um psicopata de marca maior, em um dos melhores filmes de Hitchcock. A atuação de Perkins é tão marcante, que ele nunca mais conseguiu se livrar do estigma do personagem. 

Christian Bale como Patrick Bateman, em Psicopata americano (2000)

Não é por acaso que o personagem de Bale contém Bates no nome. Uma clara homenagem ao psicopata mais famoso do cinema! Patrick Bateman é narcisista, egocêntrico, pervertido e completamente louco. A atuação de Bale merecia, no mínimo, uma indicação ao Oscar.







Anthony Hopkins como Hannibal Lecter, em O silêncio dos inocentes (1991)

Hannibal Lecter é o canibal mais elegante do cinema. A atuação de Anthony Hopkins marcou o cinema e seu personagem consegue ser ao mesmo tempo assustador e fascinante.

Assista ao trailer:
http://www.youtube.com/watch?v=LvbBNMMOyiA





Beavis and Butt-Head 
Beavis and Butt-Head  criados por Mike Judge (também criador de O Rei do Pedaço) 
Cada episódio mostra histórias curtas focadas em uma dupla de adolescentes em fase pós-puberdade, chamados Beavis e Butt-Head, que moram e estudam na cidade fictícia de Highland, que parece estar localizada em algum ponto do sul da América do Norte. 

Nos episódios, existem interrupções que mostram Beavis e Butt-Head assistindo video clipes e fazendo piadas sobre eles.





JAMANTA
Trabalha como ajudante na borracharia de Pascoal. Vivia antes em um ferro-velho no Pari e ninguém sabe como foi parar na vila do casarão. Conta histórias desencontradas e se mete na vida de todos os moradores. É apaixonado por Giovana (Paola Oliveira) que, evidentemente, não quer nada com ele.






O DOUTOR MALUCO


Foi criado em 1933 para o cartoon "O Médico Louco", onde planejava fundir o corpo de Pluto ao de uma galinha. Mickey invadiu seu laboratório e também passou por maus bocados mas, felizmente, tudo não passou de um pesadelo. Essa foi sua única aparição, só voltando a dar as caras no game Epic Mickey.



Michael Myers (Tony Moran e Tommy Lee Wallace) em Halloween (1978)










O insano serial killer mascarado de Halloween é psicopata desde criança, tendo matado a própria irmã. Só por isso, ele merece estar na nossa lista.




T-1000 (O Exterminador do Futuro 2)

Ele é feio, magro, usa um penteado sem estilo nenhum e tem orelhas de elfo, mas é na verdade é um ciborgue muito poderoso capaz de deixar o Arnold no chinelo, mas mesmo parecendo indestrutível ele acaba sendo derrotado no final. Nunca te esqueceremos, T-1000!


James Stewart como Elwood P. Dowd, em Meu amigo Harvey (1950)
James Stewart é o maluquinho mais fofo do cinema. No excelente filme de 1950, ele interpreta um homem que tem como amigo imaginário um coelho gigante. A atuação de Stewart valeu uma indicação ao Oscar. 



Ben Kingsley -Don Logan - Sexy Beast (2000)


Ben Kingsley está hilário em Sexy Beast, ao interpretar um gangster bem doidão e boca suja na comédia inglesa dirigida por Jonathan Glazer. O fantástico e versátil ator, que já interpretou Gandhi, foi indicado ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante por esta performance.

Assista ao trailer:
http://www.youtube.com/watch?v=zqDBAvWdHgE









Gênio, por Robin Williams, em Aladdin (1992)
O gênio da lâmpada de Alladdin é completamente hiperativo, performático e maluquinho. A dublagem de Robin Williams é fantástica.

Assista ao trailer:
http://www.youtube.com/watch?v=RNFs_sESJEc








Scar (O Rei Leão)
Assim como Tony Montana, ele também tem uma cicatriz no olho esquerdo, e era mal, muito mal, mal igual mingau! Matou o próprio irmão e tentou assassinar Simba para que pudesse ocupar o trono de rei......isso tudo em um filme infantil!
Além do mais, a melhor canção do filme é cantada por ele!







Tony Montana (Scarface)
Tony é um imigrante cubano que começa a se envolver com os grandes traficantes de drogas, não demora muito para que o ganancioso Tony se transforme em um grande traficante capaz de botar inveja em Fernandinho Beira Mar, porém, junto com o poder também vem os inimigos, e é aí que a coisa desanda de vez.
É dele outra famosa frase do cinema: "Say hello to my little friend!" 








Jason Vorhees (Sexta Feira 13)
O garoto Jason era medonho de feio e acabou morrendo afogado no lago Crystal Lake. A partir daí o moleque cresceu e resolveu sair matando qualquer um que aparecesse por aquelas bandas, embora ele tenha se aventurado por outras cidades e até mesmo no futuro, apenas para mostrar para as pessoas toda a sua ternura e compaixão.








Christine (Christine, o carro assassino)

Esse vilão do cinema se destaca dos demais porque ao invés de ser uma pessoa ou um monstro, ele é......um carro! E ainda por cima é um carro fêmea (!!!!!) A vilã em questão é um Plymouth Fury 1958 com vontade própria, ciumenta, vingativa e que só toca classic rock!





Darth Vader (Star Wars)
Uns dos vilões mais conhecidos do cinema, com uma voz rouca sedutora e uma respiração de pessoa asmática com bronquite, pertence ao lado negro da força e na verdade é pai do herói Luke Skywalker.














Jim Carrey - O Máskara (1994)

Não havia como Jim Carrey não entrar nessa lista. Ator responsável por dar vida a um dos personagens mais birutas do cinema, o Máskara.

Diferente do gibi, onde Stanley se tornava violento, no filme ele adquire poderes completamente cômicos, cheio de caras e bocas apronta várias maluquices pela cidade.

O Máskara não é bem um personagem, talvez uma entidade. Mesmo assim garante um lugar especial na nossa lista, já que é completamente aloprado!
Max Cady (Cabo do Medo)
Ele foi acusado de ter estuprado uma mulher, e graças ao seu próprio advogado que omitiu provas que poderiam livrá-lo da prisão ele foi condenado. Depois de 14 anos ele sai da cadeia mais forte, mais inteligente e em procura de vingança. A partir daí ele faz da vida do advogado e de sua família um verdadeiro inferno, com direito até a seduzir a filha adolescente.






Andy Serkis como Gollun, na Trilogia - Senhor dos Anéis (2001/2002/2003)

Gollun é o personagem mais complexo da trilogia dos Senhor dos Anéis e um dos mais adorados pelo público. Quem gosta do homenzinho com dupla personalidade pode ficar feliz, pois ele estará de volta em O Hobbit, que está em produção.





Joe Pesci como Tommy DeVito, em Os bons companheiros (1990)

Não dá para mexer com Joe Pesci, em Os bons companheiros, de Martin Scorsese. O moço é esquentado e extremamente agressivo. A performance valeu ao ator o Oscar de Melhor ator Coadjuvante.

Assista ao trailer: http://www.youtube.com/watch?v=qo5jJpHtI1Y









Dennis Hopper como Frank Booth, em Veludo Azul (1986)

Não há nada de engraçado em Frank, interpretado genialmente por Dennis Hopper, ator que faleceu no ano passado. Doentio e mau que nem o capeta, ele faz da vida de Isabella Rossellini um inferno, no filme de David Lynch. 










Robert de Niro como Travis Bickle, em Taxi Driver (1976)

Outro personagem oriundo de um filme de Scorsese. (Será que o “problema” é com o diretor?) O violento Travis Brickle é um sujeito bem complicado. Terapia nele!

Assista ao trailer: http://www.youtube.com/watch?v=0k_ZBz30BJA








Malcolm McDowell como Alex, em Laranja mecânica (1971)
O ultraviolento Alex conseguiu dar outra conotação à música Singing in the rain. Pervertido e cheio de neologismos, o personagem é um grande ícône do cinema.

Assista ao trailer:
http://www.youtube.com/watch?v=roqncHDN_i0








Marlon Brando como Cel. Walter E. Kurtz, em Apocalipse Now (1979)
Careca, gordo, suado, sempre nas sombras e definitivamente perturbado, o coronel interpretado por Marlon Brando em Apocalipse Now está entre as coisas mais bizarras do cinema. A magnífica interpretação do ator reflete o que o horror da guerra pode fazer a uma pessoa.




Heath Ledger como Coringa, em O cavaleiro das trevas (2008)


Apesar de sua aparência nem um pouco atraente o cara rouba a cena. Um dos personagens mais famosos dos quadrinhos que foi interpretado pelo ator Heath Ledger, que por sinal o fez muito bem. Um vilão todo carismático, malandro como ele só, apronta o tempo todo, incendeia a cidade, sempre joga sujo e adora rir quando vê o medo estampado nos olhos de suas vítimas.



Assista ao trailer:
http://www.youtube.com/watch?v=dkcB6SvkWrk

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE AQUI SUA PALAVRA TÁ??