TODO DIA ...É 1 TEXTO NOVO!!!

8 de jun de 2009

Vidão é a minha

A desculpa de que o Cinema rouba quase todo o tempo livre, e pouco resta para a leitura das obras que o mesmo adapta, pode ser esfarrapada. Contudo, não anda longe da verdade. Não temos em nós o ímpeto Machadiano que nos impele a ler dezenas de livros todos os meses. Antes tivéssemos. Quando chega um trailer de uma coisa que lemos , gostaríamos de poder participar nas discussões que por todo o lado vão despontando, sobre o poder enganador destas primeiras imagens.Voce não gostaria sempre de saber até que ponto a obra cinematográfica é fiel ao livro????

Mas, ver filmes e ler livros a torto e a direito ainda não dá de comer. Quando der, revisaremos as nossas prioridades. Agora, estou pensando num modo de ler e ver o que quero e ganhar umas moedas por isso , sem ser chato como um crítico.

Tinha que existir um teste para aceitarmos críticos e por consequência aguentar suas criticas esquisitas por exemplo: Pedir que o indivíduo liste 10 filmes franceses atuais , sem contar o fabuloso "O Fabuloso Destino de Amélie Poulain". A resposta é provável que será um: "ah... ã... tem o... aquele... o... qual é mesmo o nome?". A desculpa será que por causa do “imperialismo ianque” não chegam muitos filmes franceses ao Brasil. Mentira!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Grhnnnnnnnnnnnn!!!!!!!!!!!
Esse "critico" com certeza deve ser o tipo de pessoa que recomenda que você vá ao teatro. E que obviamente nunca vai.

O cinema Americano domina a cena aqui no Brasil e como faz isso ?? Será que é só os Dólares e a Midia avassaladora? É um fato, americano consegue fazer chorar até em filme de cachorro!


O truque da bandeira americana - repare, leitor!! - tremulando também está sempre lá! Uma hora ou outra no filme ela aparecerá! É um artifício patriótico que até os diretores mais críticos do próprio modelo americano utilizam. Repito, repare!


Crítico é muito criticado , eu sei e tenho um pouco de pena ...
Essa semana reencontrando, infelizmente, um conhecido, disse a seguinte gracinha: "Aí, tô sabendo que você tá escrevendo críticas de cinema. Que sopa, hein? Um dia ainda entro nessa bocada".

Ele me falou assim: "Andas mal informado , querido slow....
Amigos cortando relação,inveja, cobiça, e-mails ameaçadores, a namorada comentando como o "ex" está bem sucedido na vida, sua mãe salgando o feijão, todos se tornando inimigos em potencial, do malabarista do sinal àquele seu médico de confiança... Não, você não sabe. Sequer têm ideia de como é dura e ingrata essa vida de crítico de cinema".

O povo em geral, em seu santo desconhecimento ("ignorância" é uma palavra muito forte, longe de mim magoar alguém, hoje em dia tudo dá processo) acha que a coisa é mole. É sentar na poltrona do cinema, assistir o filme comendo uma pipoquinha murcha e depois digitar meia dúzia de palavras.

Ahhhhhhhhhhhhhh quer saber?? Vidão é a minha , pois tenho leitores como vocês queridos e queridas , que no fundo me adoram...Né ??????????????????????????????????

3 comentários:

  1. Sarcasmo é o que ha,eu ri...bjs.

    ResponderExcluir
  2. Ínspiradíssimo. É, falar de cinema e literatura é inspirador.

    ResponderExcluir
  3. ispiradoramante sarcastico talvez?????????????

    ResponderExcluir

DEIXE AQUI SUA PALAVRA TÁ??