TODO DIA ...É 1 TEXTO NOVO!!!

24 de ago de 2012

METADE !!

Queria ser metade Neal Cassady e metade Dean  Moriarty
neal 
“Woe onto those who spit on the Beat Generation.
The wind’ll blow it back.” – Jack Kerouac


As circunstancias que existem sobre o processo de nascimento de Neal Cassady são extremamentes misteriosas e muito contraditoria de acordo com alguns biografos e escritores que se deixam levar pela imaginação de um ser complexo como Neal Cassady. Até as historias contadas pela familia, juntamente com papeis oficiais do nascimento são contraditorias pela quantidade de alterações já sofridas.
“I alone, as the sharer of their way of life, presented a replica of childhood.” – Neal Cassady

De fato, como Kerouac e outros escritores Beats escreveram em seus livros, Neal Cassady nasceu em Salt Lake City, Utha, mas apartir dos dois anos de idade foi morar em Denver, onde passou parte de sua infancia. A versão romantica que Neal deu a Kerouac sobre seu nascimento foi que ele nasceu no banco traseiro de um carro na beira de uma estrada aos redores de Salt Lake City, fazendo o mito Dean Moriaty (Neal alter ego como heroi em On The Road).

Apenas em 1981 em uma publicação após a sua morte, da segunda versão extendida e revisada do “memoir” de Neals; The First Third (O Primeiro Terço). No prologo ele admite que sua mãe deu a luz a ele no L.D.S. Hospital em Salt Lake City, uma instuição hospitalar da “Church of Jesus Christ of Latter-day Saints”, Nos papeis oficiais do seu nascimento indentificam seus pais como; homem de 38 anos branco, Neal Cassady e mulher de 33 anos branca, Maude Jean Scheuer, de fato ele nasceu as 2:05 da manhã em 8 de fevereiro de 1926.

beatscorbis460
A mãe de Neal morreu quando ele tinha apenas 10 anos, então ele foi criado por seu pai alcoolatra em Denver, Colorado, passando a maior parte do tempo em escolas reformatorias. Antes de chegar aos 20 anos Neal já tinha sido preso 3 vezes por roubo de carro, a primeira vez foi aos 14. Em junho de 1944 foi preso e sentenciado a 1 ano de prisão por ter roubado uma casa, cumpriu 11 meses. Em 1945, logo quando foi solto da prisão, Neal se casou com Carolyn Robinson em 1 de abril. Em outubro de 1947 se mudaram para New York, NY, onde ele conheceu Jack Kerouac e Allen Ginsberg na Columbia University.

“Cassady is revved up like they’ve never see him before, with his shirt off, a straw version of a cowboy hat on his head, bouncing up and down on the driver’s seat, shifting gears – doubledy-clutch, doubledy-clutch, blamming on the steering wheel and the gearshift box, rapping over the microphone rigged up by his seat like a manic tour guide, describing every car going by.” – Tom Wolfe

Mesmo sem fazer nenhum curso na faculdade, logo fez amizades com as figuras mais importantes do que viria a ser Beat Generation. Neal manteve duranta anos relações sexuais com Allen Ginsberg, onde foi contado pelo mesmo em uma entrevista em 1973 “Allen Ginsberg: the Gay Sunshine interview”.
Neal Cassady é um dos principais personagens nas maioria dos livros de Kerouac, citado em “On The Road” como Dean Moriaty e Cody Pomeray em outros livros. Ginsnberg descreve Neal no livro O Uivo (Howl) como “…o heroi secreto desses poemas…”, como tambem foi o cara que ajudou Kerouac e escrever de forma espontânia, fluxo contínuo da conciencia (stream of consciousness), estilo literario que foi utilizado pela primeira vez em “On The Road”.
img_cassady_07















A ideia que se tinha da vida na epoca beat e ainda hoje é ser um exemplo, um modelo, ter um bom trabalho, ter muitas coisas, impressionar seus vizinhos, ter filhos e morrer. Pessoas normais não devem desviar-se de todas essas coisas pra colocar o pé na estrada em busca do nirvana. Foi preciso uma pessoa como Neal Cassady para poder dar a jovens americanos um bom senso que a vida poderia valer alguma coisa se eles estivesse acordados, de olhos abertos, explorando e experimentando.

Sua infancia foi entre vagabundos e alcoolatras, deixou parentes para tras pra viver em um predio condenado com seu pai. Os mesmos utilizavam Neal para mendigar durante o dia, para poderem beber a noite. Mesmo com uma infância tão conturbada, o garoto Neal desenvolveu carisma, bom humor, seu lado artistico e um leque de conhecimento. Com 21 anos de idade Neal dizia que já tinha roubado 500 carros e seduzido muitas mulheres, pelo menos com 12 anos ele já dormia com mulheres mais velhas para ter café pela manhã, dinheiro ou qualquer outra coisa.

“I became the unnatural son of a few score of beaten men.” – Neal Cassady

Mesmo com toda essa vida contraditoria e conturbada, na decada de 60 era conhecido como “The Fastest Man Alive” (O Homem Mais Rapido Vivo), ele não diminuiu o uso de drogas e sua dependencia com anfetaminas. Enquanto Kerouac estava caindo no alcoolismo e ficando cada vez mais longe de tudo, chegando ao ponto de viver em casa por meses. Neal Cassady se tornou a maior figura, heroi, musa e coisas do tipo para a nova geração de herois da contra cultura; Ken Kesey, Jerry Garcia, Thomas Wolf e outros.

Neal encontrou certa vez a copia do livro “Many Mansions” de Edgar Evans Cayce. Ele e sua esposa ficaram extremamente apaixonados pelos ensinamentos do “Profeta Adormecido”, de chegar ao ponto de tentar converter todos os seus amigos ou qualquer pessoa que batesse em sua porta.

“Edgar Evans Cayce (Hopkinsville, Kentucky, 18 de Março de 1877 — Virginia Beach, 3 de Janeiro de 1945) foi um clarividente norte-americano que teria canalizado respostas para questões que tratam sobre espiritualidade, imortalidade, reencarnação, saúde, dentre outras.

Cayce teria sido um dos maiores clarividentes da História. Era chamado pela mídia norte-americana como “O Profeta Adormecido”, porque predizia eventos futuros e prescrevia medicamentos com os olhos fechados, relaxado sobre um divã e ao lado de uma taquígrafa realizando as anotações, em um suposto estado de “transe”.

Entre algumas predições que teria realizado, estão a previsão do início e do fim dos conflitos da I e II Guerras Mundiais, o surgimento do Nazismo, os conflitos raciais dos EUA desde o início dos anos 20, as datas dos falecimentos de dois dos Presidentes dos EUA à época, a extinção da Liga da Nações (organização que antecedeu a ONU em princípios e objetivos), a Grande Depressão Econômica (1929-1934) dos EUA, o fim do comunismo na Rússia e o surgimento da China como grande potência econômica e cultural.

Entre as predições que não se realizaram, está a III Guerra Mundial, que surgiria do conflito entre a Líbia, Egito, na Síria e em regiões remotas na Indonésia, Golfo Pérsico e Austrália. Outros eventos como transformações do clima, geologia e geografia da Terra, como o aumento do nível dos oceanos, a volta à atividade de falhas sísmicas e vulcões, a submersão da Califórnia, o desaparecimento de Nova York, dentre outros, ainda estão por se confirmar parcial ou inteiramente. Na área da saúde, teria predito o aparecimento de doenças modernas, como stress, tensão arterial alterada e o aumento de doenças cardíacas. Além das profecias, realizou também um detalhado relato sobre o mítico continente da Atlântida.” – Wikipedia

Neal chegou a conhecer o filho de Edgar Cayce, Hugh Lynn Cayce, no qual explorou psiquicamente a vida passada de Neal, e seu suposto “carma”. De acordo com Hugh Lyn, uma das vidas passadas que mexia com a sua ultima encarnação foi o castramento por um crime de estupro. Na epoca, Hugh Lynn avisou para espoca de Neal, Carolyn, que a unica forma de Neal não copiar o que ele tinha feito na vida passada, era ele parar de usar drogas. Mas Neal foi preso em San Quentin onde passou 2 anos.
neal-e-natalie
Depois de anos de abuso de drogas, a mente de Neal começou a retroceder, as vezes tinha lapsos de não lembrar de nada. Depois de varios experimentos com drogas na tentativa de cura, Neal, Kesey e alguns amigos foram par ao Mexico (1966). Neal estava com 42 anos de idade, aparentando um velho de 60 que só conseguia falar dele mesmo.

Em fevereiro de 1968, ainda no Mexico, Neal depois de ter ido a um casamento, teve a ideia de voltar andando 15 milhas de San Miguel a Celaya, pra buscar uma “bolsa magica” e que seria interessante saber a quantidade de trilhos que teriam entre as duas cidades. Estava chuvendo e fazendo muito frio, Neal usava apenas uma camisa e uma calça jeans. Havia consumido uma grande quantidade de alcool e Seconals (vide. Hendrix e Joplin).

Na manhã seguinte um grupo de indios encontrou Neal deitado perto dos trilhos, em coma, quase 2 quilometros de San Miguel, foi levado para o hospital onde morreu 4 dias depois do seu aniversario. Foi cremado e suas cinzas foram entregues a Carolyn.
the_first_thirdA autobiografia de Neal; The First Third, O Primeiro Terço, foi lançado em 1971, três anos apos sua morte. Algumas cartas que foram publicadas quando estava na cadeia foram lançadas pela Blast em 1993 como “Grace Beats Karma: Letters from Prison”. E cartas que foram conseguidas ser resgatas com o passar dos anos foi lançada em 2007 pela Penquin (editora que lança a maioria dos livros beats nos estados unidos atualmente) com o titulo “Neal Cassady: Collected Letters, 1944-1967″.

“Art is good when it springs from necessity. This kind of origin is the guarantee of its value; there is no other.” – Neal Cassady

Um trecho do “acid test” de Tom Wolf, onde foi gravado um monologo de Neal conhecido como “raps”.

“…The Embryo you know
goes thru the Fish Stage
but we didn’t enter
until Ape Late.
Christ-Adam-Higher Soul
help us out thru
so the Cyclopses don’t win
the Unicorn Brew.
We’re here to Experience…
and finally Evolution
the Little Toe
we’ll beat it tho-
The Odor of Sanctity…”


Neal passou um tempo tambem com a banda The Grateful Dead, onde foi imortalizado na musica “The Othe One” como motorista do onibus, citado como “Cowboy Neal”. Um grupo folk nova iorquino que se chamava “Aztec Two Step” lançou em 1972 seu primeiro album em memoria a Neal com a musica “The Persecution & Restoration of Dean Moriarty (On The Road)”.

Em 1989 uma banda inspirada na cultura beat; Washington Squares, lançou o album “Fair and Square” que contia uma faixa que se chamava “Neal Cassady”. The Doobie Brothers tem uma musica que chama “Neal’s Fandango”, que conta sobre o incentivo de cair na estrada.
neal2
TIMELINE
1926 Neal Cassady nasce em Salt Lake City, Utah.
1932 Vai viver com seu pai em Denver.
1946 Se muda para New York com primeira esposa LuAnne, conhece Kerouac e Ginsberg
1947 Neal começa a ter relacionamento com Carolyn Cassady e Allen Ginsberg
1948 Kerouac inventa o termo Beat Generation com seu amigo John Clellon Holmes.
1948 Neal casa com sua segunda espoca Carolyn Robinson, no qual teve três filhos – Cathleen, Jami, e John Allen.
1950 Neal casa com a modelo Diana Hansen, ainda casado com Carolyn.
1953 Neal acha a copia de Many Mansions, livro sobre Edgar Cayce.
1954 Carolyn pega Ginsberg e Neal na cama.
1955 Ginsberg lança O Ouivo (Howl)
1955 Natalie Jackson apaixonado por Neal, comete suicidio cortando a propria garganta
1957 “On The Road” de Kerouac é publicado.
1958 Neal é preso por porte de drogas, é mandado pra Vacaville, depois San Quentin.
1962 Ken Kesey conhece Neal Cassady em Palo Alto, CA.
1962 Neal Cassady conhece e se envolve com Ann Murphy.
1964 The Merry Pranksters começa a gravar Neal’s “raps”.
1968 Neal Cassady morre no Mexico, 4 dias depois do seu aniversario de 43 anos. (4 Fev)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE AQUI SUA PALAVRA TÁ??