TODO DIA ...É 1 TEXTO NOVO!!!

30 de mar de 2011

MALUQUINHO BOLSONARO DA SILVA!!

Jair Bolsonaro

Para onde estamos caminhando?

Segunda-feira, dia 28 de março de 2011, dia esse que muitos brasileiros gostariam de não terem ligado seus televisores para assistir as manifestações reacionárias de um polêmico Deputado Federal chamado Jair Bolsonaro em um programa de TV.

Primeiramente, gostaria de entender o que leva um Partido Político (PP) que segundo os mesmos, visam edificar uma sociedade mais solidária, participativa e democrática (não poupando esforços para a eliminação das desigualdades e de todas as mazelas que assombram a população brasileira em sua grande maioria), a abraçar um homem que tem sido eleito nos últimos anos, defendendo idéias que em nada se aplicam no que entendemos como “Leis básicas e universais de convivência entre os indivíduos”, que se resume em sabermos lidar com as mais distintas manifestações de pontos de vista, escolhas e segmentos de vida, já que o mundo e as relações sociais desenvolvidas no mesmo através da diversidade que nos envolve, não podem ser analisados como uma equação matemática, como se existissem fórmulas para entendermos e concluirmos aquilo que faz parte da existência humana.

Em sua entrevista, o Deputado Federal Jair Bolsonaro teve a infelicidade de explicitar o seu total desconhecimento a respeito do que entendemos como princípios de alteridade, respeito às diferenças, educação e família. É demasiadamente triste, termos que lidar com o fato de que somos representados por um homem que ao invés de desenvolver idéias que atendam as necessidades do povo como um todo, defende e endossa o coro dos simpatizantes de idéias contrárias à evolução social e política.

É importante destacar que durante o regime conhecido como Ditadura Militar vivido no Brasil, toda manifestação contrária à ordem estabelecida pelos militares era vista como propagação da desordem, já que o Estado não legitimava qualquer organização ou partido que questionasse o poder vigente. Os envolvidos eram cruelmente torturados com técnicas importadas, sendo mortos em muitas das oportunidades simplesmente por discordar da maneira que o país estava sendo conduzido. Ou seja, uma pessoa esclarecida como acredito que deveria ser um Deputado, jamais poderia bater palmas para um modelo sócio-político autoritário que só atrasou os processos de desenvolvimento do nosso país.

Não satisfeito em propagar seus argumentos falaciosos, o mesmo demonstrou que precisa urgentemente rever seus conceitos a respeito de como a homossexualidade deve ser encarada dentro da esfera familiar, já que a mesma em nada tem haver com boa educação, com a presença da figura paterna, com maus costumes e muito menos com a idéia da falta de crença em Deus, tendo em vista que as manifestações de fé independem da opção sexual que os indivíduos adotam para si.


O que tem causado mais espanto e burburinhos nesse último dia posterior a exibição da entrevista, foi à declaração do Deputado após ser perguntado pela atriz e cantora Preta Gil, “o que o mesmo faria se seu filho se apaixonasse por uma negra?”.

Respondendo que não discutiria esse caso por se tratar de promiscuidade, levando-nos a acreditar que o parlamentar adere à consolidação de um pensamento extremamente preconceituoso, promovendo a distinção das tantas etnias que compõem a nossa rica cultura brasileira. Embora o deputado tenha divulgado na última terça-feira uma nota, numa tentativa frustrada de amenizar suas infelizes declarações, afirmando que entendeu a pergunta de maneira errada e que se referiu as relações homossexuais, é interessante lembrarmos que mais uma vez o mesmo se excedeu, já que a homossexualidade está presente no mundo animal no qual todos fazemos parte e que em nada tem haver com promiscuidade.

Tendo em vista todos esses acontecimentos desagradáveis que ultimamente tem feito parte de uma constante entre os nossos representantes nas Câmaras e Assembléias, acredito que está mais que na hora de sabermos escolher os nossos líderes. Que devemos acompanhar as ações desses homens públicos mais de perto. Que devemos estar abertos ao novo e rever nossos conceitos a respeito do que desconhecemos. Que devemos ter ciência de que não existe apenas um único modelo de felicidade. E que esse longo processo que é viver, transcende as mais distintas teorias formuladas por nós seres humanos, levando-nos a sempre lançar um novo olhar a respeito de tudo àquilo que nos cerca.



Agora sou eu que pergunto. Para onde estamos caminhando?



Patrícia Bomfim Calixto Nery Comentário de Patrícia Bomfim Calixto Nery

Sabe o que mais me abala com isso tudo?! É saber que nas próximas eleições ele vai se candidatar, e novamente receberá a mesma quantidade de votos, se não mais. A partir do momento que o povo parar de levar questões tão sérias como brincadeira, e perceber que ele, assim como a maioria, só anda no meio de pobres, negros, gays e membros da classe baixa para conseguirem cada vez mais votos, aí sim posso dizer que um dia teremos mudanças. Enquanto cada um só olhar o seu lado, esquecendo que não vivemos sozinhos na sociedade, vai continuar vindo esses políticos nojentos assumindo a voz do povo.

Muito me admira que ainda exista gente quendo defendê-lo após essas declarações. Se pensarmos direitinho, é esse mesmo tipinho de gente que vive agredindo os outros na rua pelo simples fato de serem diferente. Seja diferença por raça, estilo, opção sexual... Estou cansada de ver sendo tratado com a maior impunidade essas pessoas preconceituosas que andam pelos meios socias, e que não se envergonham do que fazem. Se esse foi o Brasil que você quis ver quando votou nun político, parabéns. Porém se assim como eu vocês estão indignados, vamos começar a ter um pouco mais de coinciência antes dos nossos votos. Apesar de muitos fazerem parecer assim, eleições são coisas sérias sim, popis é naquela urna que decidimos o nosso futuro, e acredito que ninguém quer passar por isso mais uma vez!!! #ficadica

NeGah nInHa ~ Chคяℓℓєя Giяℓ Comentário de NeGah nInHa ~ Chคяℓℓєя Giяℓ
Infelizemente são esses nossos governantes, pessoas que tinham que nos representar e não nos julgar..... não exponho aqui o que realmente estou pensando no momento para não descer o nivel da discussãoO... pois, fico muito IRRITADA com esse tipo de atitude.... além de triste por ter que assumir que o preconceito ainda existe, ele é muito forte.... e não temos noção de quando realmente vai acabar e se vai acabar!
Pedro Oliveira Comentário de Pedro Oliveira
Mas ctz esse quadro vai mudar... nós jovens estamos mudando esse Brasil com nossas ferramentas VIRTUAIS. Vamos nessa Galera.
Marcelo Pontual Comentário de Marcelo Pontual
Imbecis preconceituosos estão por toda parte, mas estas pessoas jamais deveriam ocupar cargo em que foram escolhidos por voto popular, pq assim caracteriza que seu eleitores compartilham do seu pensamento, tornando-se assim um câncer para nossa sociedade. Inacreditável que no ano de 2011 ainda estamos discutindo opniões preconceituosas e pertubadas de um homem que não deveria estar vivendo em sociedade e sim e tendo acompanhamento psiquiátrico pelo resto da sua infeliz vida. Sem mais.
Carol Santana Comentário de Carol Santana

Completa indignação por vê que cada dia mais as coisas tem piorado em nosso país. Situações como esta me faz lembrar o fato de que o Bolsonaro é representante de uma parcela significativa da sociedade que pensa como ele.
Prega-se a liberdade de expressão, respeito as diferenças e tudo mais, porém o que ainda hoje temos e em maior escala do que imaginamos são seres como este aí, que nem sei como defini-lo. O referido deputado, já está em seu 6° mandato, sempre polêmico, sempre apoiando causas que uma maioria abomina e no entanto continua aí, no poder público.
Partidos Políticos atuam em interesses próprios, não dando a mínima pra quem será "o eleito", se elegendo é o que importa.
Bolsonaro só mostra que tem o respaldo dessa malta preconceituosa que está em toda parte!

Mas enfim... Povo tem o que merece e ele é mais uma prova!!!

Rômulo Pereira Comentário de Rômulo Pereira
Perfeitas as suas palavras meu brother!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE AQUI SUA PALAVRA TÁ??