TODO DIA ...É 1 TEXTO NOVO!!!

10 de mar de 2011

homem


Fui rima em tempo, e fui no flow antigo
estrofe ou ramo na baixada floresta...
frase, relutante, quebrando-me na aresta
Do verbo nulo, antiqüíssimo inimigo...

Ri, poeta talvez, buscando abrigo
Na cultura que me cerca futil e giesta;
O, mestre de rimas, ergui a testa
No limbo de mim, glauco pascigo...

Hoje sou homem, e no hiphop enorme
Vejo, meus versos, a escada multiforme,
Que abro visoes, em espirais, da imensidade...

Interrogo o som e às vezes choro...
Mas escrevendo as mãos no vácuo, adoro
E teclo unicamente à liberdade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE AQUI SUA PALAVRA TÁ??