TODO DIA ...É 1 TEXTO NOVO!!!

23 de out de 2013

REZAR!!

Essa letra é resultado (muito) de um tempo que convivi nos presídios e cadeias do Estado Do Rio De Janeiro...
Nos presídios femininos (muitos) o sofrimento pela falta de visitas e todo o resto é giga!!
Essa letra tenta captar (pouco) deste Universo sombrio e doloroso!

O que você faz ?

Atrás das grades eu não sei mais chorar...
o mundo me esqueceu ninguém vai me escutar
as parede frias, palavras frias mudas
as pessoas feras, frias feras surdas
um dia de visita é uma decepção...
sensação esquisita perco a percepção
na recepção deixei ,meu sentimento
meu coração enterrei ,com sangue e cimento
na cela está minha alma , aprisionada
na culpa ficou minha mente , atormentada
ninguém sabe o que passei , o que chorei
nem o que suportei , nem porque errei
sufoquei minha lágrima , apaguei a esperança
essa historia começou ainda era uma criança
meu pai me entregou no altar como um troféu
o sonho terminou depois da lua de mel

Refrão
O que você faz quando , não aguenta mais???
você reza pra deus , quando não aguenta mais

Não era um casamento era uma escravidão.
começou com os gritos depois a agressão
intimidação constante , constrangimento
solidão , traição , não reconhecimento
apanhava , sem saber o motivo
me calava , meu ódio estava vivo
não falava , com medo do castigo
pedi a deus , pedi ajuda , queria o fim
era demais pra mim ,queria a paz enfim
acorrentada , amordaçada , enjaulada
machucada , desesperada , revoltada
um dia entrei no quarto tranquei a porta
ou eu matava ou eu seria morta
eu tinha que tentar mudar o meu destino
6 tiros, 30 anos , nun presidio feminino


Slow Da BF


Airá Ocrespohttps://soundcloud.com/antizona/slow-antizona-oquevcfaz


Com o apoio do Unifem - Fundo de Desenvolvimento das Nações Unidas Para a Mulher e a realização da Redeh – Rede de Desenvolvimento Humano, cerca de 20 MC`s da cultura Hip Hop reuniram-se para compor músicas com o objetivo de alertar a sociedade, em especial os (as) jovens, sobre o grave problema da violência contra as mulheres.

O Hip Hop, especialmente nas grandes cidades, desempenha papel fundamental enquanto formador de opinião e por isso pode – e deve – ser aliado na divulgação de informações que contribuem para o exercício da cidadania. E entre os temas que se inserem na discussão da cidadania e dos direitos humanos, está a questão de gênero, que vai além do sexismo, podendo o Hip Hop colaborar na construção de novos papéis sociais femininos e masculinos.

Participarão deste projeto os Mc`s Cacau Amaral, Wf, Mr Bocca, Kmkz, Schock, Bg, Nd, Bj, Poetas de Ébano, Dudú de Morro Agudo, Léo Da XIII, Enraizados, Slow Da Bf, André Zovão, Airá O Crespo, Eddi Mc, Dj Portela e DJ Chiba.

O CD pode ser adquirido gratuitamente por organizações não governamentais, escolas, DJ`s e educadores(as) que trabalham com o tema.


Baixe o cd gratuitamente pelo link:

http://www.4shared.com/file/190883105/63ef5782/Hip_Hop_Pela_No_Violncia_Contr.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE AQUI SUA PALAVRA TÁ??