TODO DIA ...É 1 TEXTO NOVO!!!

5 de ago de 2012

Estudo, motivação e fé.



Sempre gostei de estudar, no sentido de adquirir conhecimento por si só e não necessariamente no sentido mais óbvio, numa instituição específica.
Apesar disso, tive a oportunidade de estudar numa boa universidade e pude alimentar um pouco de meu intelecto com novos autores e novas percepções...
Esse processo me ajudou a construir e desconstruir perspectivas.
Hoje, terminado mais um ciclo, me deparo com novos estudos (concursos públicos) , não apenas pelo prazer e satisfação em conhecer literaturas variadas e enriquecedoras, mas pela necessidade de conseguir um emprego.
 O mundo dos concursos públicos inicialmente pode parecer assustador, pela concorrência e o clima de competitividade...Vivo sob esse espectro há algum tempo e aprendi a lidar com essa dinâmica que, no fim das contas, se trata de auto-confiança e persistência.
Já fiz alguns concursos, mas sempre me utilizando de estratégias de estudo que sabotavam a mim mesma continuamente.
Com dicas de estudiosos e a experiência compartilhada por minha irmã que é funcionária pública, sinto-me mais preparada hoje. Acrescento a isso a motivação que advém de vários âmbitos e consigo forças para continuar a subir os degraus para o sucesso.
Devo fazer por merecer todas as graças que recebo e as que receberei.
Nossa fé, somada ao esforço diário para alcançar nossos objetivos, constitui-se em tudo que precisamos para a plenitude das graças. Pois a fé verdadeira não desanima, não destrói ou corrompe o coração...apenas se alimenta do Pão da Vida que, de fato, é o que nos basta.
Compartilho com vocês, uma música motivadora  que revela a fé daquele que vê a luz quando ainda está na escuridão.
Al otro lado del río (Jorge Drexler)
Clavo mi remo en el agua
Llevo tu remo en el mío
Creo que he visto una luz al otro lado del río
El día le irá pudiendo poco a poco al frío
Creo que he visto una luz al otro lado del río
Sobre todo creo que no todo está perdido
Tanta lágrima, tanta lágrima y yo, soy un vaso vacío
Oigo una voz que me llama casi un suspiro
Rema, rema, rema-a Rema, rema, rema-a
En esta orilla del mundo lo que no es presa es baldío
Creo que he visto una luz al otro lado del río
Yo muy serio voy remando muy adentro sonrío
Creo que he visto una luz al otro lado del río
Sobre todo creo que no todo está perdido
Tanta lágrima, tanta lágrima y yo, soy un vaso vacío
Oigo una voz que me llama casi un suspiro
Rema, rema, rema-a Rema, rema, rema-a
Clavo mi remo en el agua
Llevo tu remo en el mío
Creo que he visto una luz al otro lado del río

Esta é a tradução:

No Outro Lado do Rio

Finco o meu remo na água
Levo o teu remo no meu
Acredito ter visto uma luz no outro lado do rio

O dia vai vencer aos poucos o frio
Acredito ter visto uma luz no outro lado do rio

Principalmente acredito que nem tudo está perdido
Tanta lágrima, tanta lágrima e eu, sou um copo vazio

Ouço uma voz que me chama, quase um suspiro
Rema, rema, rema-a, rema, rema rema-a

Nesta margem do mundo o que não é represa é baldio
Acredito ter visto uma luz no outro lado do rio

Eu, muito sério vou remando, e bem lá dentro sorrio
Acredito ter visto uma luz no outro lado do rio

Principalmente acredito que nem tudo está perdido
Tanta lágrima, tanta lágrima e eu, sou um copo vazio

Ouço uma voz que me chama, quase um suspiro
Rema, rema, rema-a, rema, rema rema-a

Finco o meu remo na água
Levo o teu remo no meu
Acredito ter visto uma luz no outro lado do rio


Continuem remando!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE AQUI SUA PALAVRA TÁ??