TODO DIA ...É 1 TEXTO NOVO!!!

22 de jul de 2012

Facial Action Coding System já!!!



Gosto de ver uma série de tv chamada Lie to me , cujo personagem principal, Dr. Cal Lightman interpretado pelo ator Tim Roth, é auxiliado por sua parceira Dra. Gillian Foster (Kelli Williams) e juntos detectam fraudes, observando a linguagem corporal e as micro expressões faciais usando esse talento para assistenciar na obediência às leis com a ajuda do seu grupo de pesquisadores e psicólogos.

Imagino o sucesso que essa trupe faria no rastro de alguns políticos e outras pessoas daqui de Mentirinha city...



O personagem Dr. Cal Lightman é baseado em Paul Ekman, notável psicólogo e expert em linguagem corporal e expressões faciais. Ele foi considerado um dos cem psicólogos mais importantes no século XX pela American Psychological Association (APA) e é o criador do Facial Action Coding System (FACS), um sistema de anotação e avaliação da expressão facial da emoção, único no mundo que deveria existir em cada canto nas eleições e depois em cada gabinete ou sala de cada ser humano desta cidade denominada por mais de 2365135631317 de pesoas de Mentirinha City...

Será que apresentar a verdade em doses reduzidas facilita a vida??

Os americanos chamam essa "forma elaborada" de comunicação de "mentiras brancas".
Aqueles que sempre dizem a verdade são considerados irremediavelmente ingênuos. Além disso, eles facilmente ganham inimigos.

Calcula-se que uma mentira vem aos nossos lábios cerca de 200 vezes por dia, em média uma a cada 5 minutos. Começando por falsos elogios ("Você está com excelente aparência!") até mentiras descaradas ("Hoje eu não posso ir ao escritório, estou gripado").

Há alguns anos ocupam-se com o mistério da mentira não apenas filósofos, mas também cientistas políticos e psicólogos. O resultado das pesquisas sobre a mentira

– Mentira e engano estão nos nossos genes, foram e são o motor da evolução. Os biólogos presumem que o desenvolvimento do cérebro humano só foi possível por ter que lidar com enganos.

– Nós adulamos, engodamos e sorrimos diariamente com olhar inocente para manter uma boa atmosfera ou para nos apresentar numa luz mais favorável. Principalmente os cônjuges e familiares são enganados de maneira intensa. Eles são vítimas de dois terços de todas as mentiras graves – segundo as análises de diários da psicóloga americana Bella DePaulo da Universidade da Virgínia em Charlottesville.

Aproveitando este momento pego uma poesia escrita por alguém que minto saber quem é e faço a famosa recriação ou  reciclagem poética que acho uma coisa bem legal....

"Lie to me or Die to me???

Crueldade nos olhos como é tão cruel, como é tão injusta e pode ser mais?
Quem torturais, quem perseguis, quem esmagais vilmente em ferros que inventais,
Apenas sendo vosso gemeria as dores pois die ou lie os 2 verbos causam medos
E ao vosso coração cardíaco constrangem pois sei metade dos teus segredos

Quem de vós morre, quem de por vós a vida lhe vai sendo sugada a cada canto
Dos gestos e palavras, nas esquinas das ruas e dos montes e dos mares espanto
Da terra que marcais, matriculais, comprais, vendeis, hipotecais, regais a sangue
E o sorriso escondo em mim mesmo. Escondo de ti feito rico se esconde de gangue

Vos contemplam como coisas óbvias, esses e os outros todos erros e enganos...
Como sereis injusta, como sereis tão falsa. Ferocidade, falsidade, injúria , danos
São tudo quanto tendes, porque ainda é teu o coração que apavorado até soluça
Sinto raiva de esmagar as pedras dessa encosta abrupta que a vida se debruça

Ao fundo, a vida vos espera. Descereis ao fundo.Hoje, amanhã, há séculos, talvez ?
Se a verdade não chegar feito dragão descereis, descereis sempre, descereis...
Até chegar ao fundo do poço onde não existe volta nem desculpa nem perdão
Só o silencio que me fez escrever sangrando nos dedos quase parando o coração

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE AQUI SUA PALAVRA TÁ??