TODO DIA ...É 1 TEXTO NOVO!!!

22 de abr de 2011

jagal...

Homenagem ao BBoy Jagal

O Ativismo de Jagal
Esta homenagem foi construída na época da criação do ZineZeroZero, integrando a posse de Break e resistência Hip Hop, no Drault Hernani, um centro social e comunitário no Recreio dos Bandeirantes. Título original: Diário - 07 - Homenagem ao BBoy Jagal. Uma parceria do B.Boy Moareas e Poeta Xandu.


B-Boy Moraes dedica-se a arte em B-Boying desde 2002, quando aprendeu os fundamentos com os mais renomados ícones da Cultura Hip Hop carioca, dentre estes: B-Boy Jagal. Sua figura teve papel fundamental, sempre ensinando as técnicas B-Boying, solidário com a garotada iniciante e envolvendo-se com cada novo b-boy da praça. Carismático e dedicado, Jagal jamais aceitou um "bboy de duas horinhas por semana" - se for b-boy, então é o tempo todo, chuva ou sol, dia ou noite. A intensidade é o fundamento e B-Boy Moraes captou rápido.


Foi incentivado por Jagal a iniciar uma prática educativa e comunitária, cujas primeiras reuniões ocorreram na CAT (Casa de Artes do Terreirão). Isto ocorreu em 2004, quando recebeu o apoio do professor Paulo Roberto, integrante da CAT nesta época, atualmente a frente de um projeto financiado pela Fundação Beneficiência Francesa, de nome “Mentes Sem Limites”. Interrompeu as atividades em 2005, quando suas obrigações de trabalho incluíam muitas viagens pelo país, só retomando seu projeto com Jagal em 2006, no mesmo CAT.

Importância Histórica

Jagal faleceu em março de 2007, aos 30 anos, deixando um histórico de atividades educativas com o Hip Hop. Artista nascido em Duque de Caxias/ RJ, em 29 de dezembro de 1976, sua família migrou para viver em Juiz de Fora/ MG em 1983. Márvio Guilherme S. de O. A. Círia (seu nome real) manteve estreitos vínculos em diversos projetos ligados à Cultura Hip Hop, inclusive este, no Terreirão.




Militância pelo Hip-Hop
Jagal é um exemplo de luta pelo verdadeiro Hip-Hop, não apenas para B-Boy Moraes, como para as instituições por onde passou.


Fundou em 1999 a Posse Visionária Antônio Conselheiro, de educação em bairros pobres de Juiz Fora. Sua ação foi reconhecida pela prefeitura, quando iniciou o projeto “Hip Hop e Capoeira - Culturas Itinerantes” em 2003; incentivou a criação da associação Posse Zumbi dos Palmares em 2004; construiu o projeto “Hip hop batendo de frente – valorizando nossa cultura”, em 2005; criou a Associação Juizforana de HipHop - Jotaefe Crew, em 2006.





Circulou por vários espaços culturais e comunitários, como: Casa do Pequeno Artista/AMAC; Escola de Samba Real Grandeza; CAIC do Bairro Santa Cruz; Ong CAMPO de Campo Grande; SESC Tijuca com o Evento Gravidade Nula; Lona de Bangu , Diretório Central dos Estudantes da Universidade Federal de Juiz de Fora, onde hoje funciona a sede da Funalfa; dentre outros.

Memória

Em sua memória, muitas homenagens foram marcantes:
Prêmio Hutus 2007/ Cufa RJ (Central Única das Favelas)
em Juiz de Fora ganhou menção honrosa no CCBM (Centro Cultural Bernardo Mascarenhas), também nas Ongs.

Diversas referências institucionais dedicaram consideração a sua pessoa:

Viva Rio (http://www.vivafavela.com.br)
o Inst. Rio Feliz em Bonsucesso
Funalfa (http://www.pjf.mg.gov.br)

São editoriais, matérias jornalísticas, notas, recados em diversos foruns e blogs que demonstram o carinho de todos aqueles que o conheceram. Os breakerz de todo o Brasil choraram sua morte. Até hoje, em sua homenagem, são realizadas Batalhas - Jagal vive em cada novo B.Boy que segue a disciplina dos VERDADEIROS BREAKERZ. Stance for life!


Atual Legado

Para dar vazão ao compromisso com a arte e educação através do Hip Hop, cujo início foi iluminado pelo B-Boy e amigo Jagal, B-Boy Moraes resolveu retomar as atividades interrompidas.

Após entrar em acordo com o Instituto Assistencial do Recreio dos Bandeirantes Drault Ernani, conseguiu assegurar um espaço provisório e, assim, atrair novamente uma turma de B-Boys, adolescentes da comunidade. As oficinas de B-Boying ocorrem no salão nobre da casa, desde agosto de 2007. Atualmente o cronograma abrange treinos diários, das 17:00hs às 20:30hs, contando com um grupo de dez alunos assíduos, afora visitantes eventuais.

Desde o dia 30 de outubro, iniciou uma nova etapa com Hip Hop e Educação, a fim de dinamizar sua oficina de B-Boying e melhor estruturar objetivos educativos e comunitários. Esta etapa é mais abrangente e se traduz na montagem de um pequeno jornal comunitário, Zine Zero Zero, mesmo nome deste blog na internet, através dos quais dedica-se a promoção de trabalho e a formalização profissional do B-Boy nos termos da lei trabalhista (CLT).

Tem se dedicado a elaborar um projeto para concorrência ao financiamento público, tem apoiado a integração entre os projetos educativos do Terreirão e tem atuado na mobilização comunitária, cuja expressão é a Festa de Natal (07 de dezembro de 2008), no mesmo local.




Por tudo isso, temos a certeza de que Jagal marcou positivamente o cenário do Hip Hop Nacional e aqui no Rio de Janeiro não foi diferente - não será!

Jagal, um breaker, um ativista, um bom amigo: Descanse em PAZ !

Fonte:
http://zinezerozero.blogspot.com/2008/12/bboy-homenagem-ao-bboy-jagal.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE AQUI SUA PALAVRA TÁ??