TODO DIA ...É 1 TEXTO NOVO!!!

19 de set de 2009

sempre...

Ontem, hoje e amanhã.
Que dia será hoje...
Dia de paz e realização...
sem retaliação da ação de paz que o dia faz hoje...

Ontem tu era a menina mais alegre e mais bonita que eu conheci.
Laçarote no cabelo e um olhar feito de cetim.
Fazia as contas de multiplicar e no fim das contas,
íamos brincar de casinha, de cowboys,de polícia e ladrão,já eu te amava sem saber.

Hoje dormes a meu lado mas eu fico acordado vendo-te dormir.
Chego tarde e cansado do trabalho da cidade mas me espera a sorrir.
E vejo teu abraço com tal calor,faz esquecer o dia que passou.
Ontem, hoje e amanhã.


Amanhã pode ser muito tarde...

O seu amor, pode ser inútil;
O seu perdão, pode não ser mais preciso;
Para você dizer: "Desculpe-me, o erro foi meu";
A sua volta, pode não ser mais esperada;
A sua carta, pode não ser lida;
O seu carinho, pode não ser mais necessário;
O seu abraço, pode não encontrar outros braços abertos;
A sua tentativa já não mais tem sentido...


Porque Amanhã pode ser muito... muito tarde. Não deixe para Amanhã para dizer:

Eu amo você!
Estou com saudades de você!
Perdoe-me!
Desculpe-me!
Esta flor é para você!
Estou com você para o que der e vier!

Não deixe para Amanhã...

O seu sorriso,
O seu abraço,
O seu carinho,
O seu trabalho,
O seu sonho,
A sua ajuda.



Não deixe para Amanhã para perguntar:

Você está bem
Por que você está triste
O que há com você?
Cadê o seu sorriso?
Ainda tenho chance?
Já percebeu que eu existo?
Por que não começamos de novo?
Sabe que pode contar comigo?
Cadê os seus sonhos?
Onde está a sua garra?!



Lembre-se:
Amanhã pode ser tarde demais...

Procure... Vá atrás!
Insista, não se deixe vencer!
Tente mais uma vez!
Só o hoje é definitivo!

É ISSO...


Tenho cetro, sou rei sou o majestoso momento que não vai passar...
Dum mundo por inventar eu sou o espelho , o modelo ,o lume , o altar...
Meu manto é feito de bruma,meu reino é feito de texto, nem sei se posso reinar...
Minha coroa é de estrelas que brilham no meu calabouço de vogais cheias de ar...
E meus olhos de luar já não cabem nas órbitas do mesmo atrevido olhar...
Meu nome não sei qual é e nem posso por ele chamar quem vai me ler ou escutar??
Podem chamar-me Solidão sempre andando sem sair do lugar , pois eu sou o lugar...
Vim na corrente da Vida sem freio sem rédea sem algo pra amortizar,
Parei no teu coração cheio de dívidas... Mas sou rei do que posso inventar...
SEMPRE...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE AQUI SUA PALAVRA TÁ??