TODO DIA ...É 1 TEXTO NOVO!!!

22 de set de 2009

Ainda resta a poesia

1000000 coisas pra fazer e o tempo não da uma pausa.
Queria um congelamento total dos ponteiros de cobre.
Procuro além dos ângulos das curvas uma nobre causa.
Será mais rap o governo mundial de todos nós pobres.
Grito da riqueza não é ouvido nas nuvens mais altas.
Nas correntezas da turbulência um tubarão se prende.
Os fast-foods são de aço e faço só comidas dálmatas.
Mesmo quando a solitária nunca se abate ou se rende.
Deus que tem cara de bacana fez o sinal dos menores.
Que fazem piruetas com suas vidas de forma circense.
Proteção debaixo dos cascos das tartarugas melhores.
Um cara com cara de fé em comum café bem parisiense.
Escrevo no blog robot que guia todas cinco falanges.
Escrevo sobre toda etiqueta no covil do gnu azul nu.
O mundo não é tão fake quanto um esmalte da monange.
Meu poder mental é mais doído que chute do fumanchu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE AQUI SUA PALAVRA TÁ??