TODO DIA ...É 1 TEXTO NOVO!!!

4 de mai de 2009

Mate com Angu ,Ramones , Stalin e Marcelo Rossi

Coisas estão a fluir de mim...ouvi isso de um punk de Curitiba , quando estive por la a primeira vez e até hoje penso nessa frase e faço uma analise tosca das fluidezas que estão ainda ...
Alegria contida e tristeza exasperada, descontrole tímido e silencio gritante...
Tristeza feliz e contenção alegre , timidez descontrolada e gritos silenciosos...

Deus guia nossos passos sempre , disso sei , Deus está conosco sempre mesmo quando sabemos que não merecemos sua vigilância secreta (para alguns).
Sempre me identifiquei com o comunismo também...
Será que tem punk que acredita mesmo em Deus e no comunismo ao mesmo tempo?? Me falaram que em Botafogo tem punk cristão , seria muito bom trocar uma ideia com um tipo fenomenal desse cristão,punk e comunista.

Achei na net um texto cristão sobre o assunto:

Nota: Um apelo em um show punk pode ser comparado ao apelo de um lobo para que as galinhas venham à frente????????

Jesus envolveu-se com os pecadores...

O Senhor Jesus nunca entrou em um covil da iniqüidade nem copiou os modos dos ímpios. A Bíblia diz: "Porque nos convinha tal sumo sacerdote, santo, inocente, imaculado, separado dos pecadores, e feito mais sublime do que os céus." (Hebreus 7:26) "Dei-lhes a tua palavra, e o mundo os odiou, porque não são do mundo, assim como eu não sou do mundo." (João 17:14)

- Usamos drogas para alcançar os viciados para Cristo?
- Usamos linguagem obscena para alcançar aqueles que praguejam?
- Roubamos para nos identificar com os ladrões?
- Produzimos material pornográfico para apresentar Cristo ao pornógrafo?

Por que então deveríamos usar uma música carnal para conseguir chamar a atenção do mundo? O absurdo desses métodos é óbvio. Portanto, esperamos que você possa ver como é errado usar uma música carnal e mundana para apresentar uma mensagem santa a um mundo que está sem Cristo.



E agora achei um texto "punk"

Desde o seu início, o Punk teve ideias apartidárias e a liberdade para acreditar ou não em um deus ou religião qualquer. Porém, por causa do tempo de existência, seu caráter cosmopolita e amplo, ocorreram distorções de todas as formas, em diversos países, dando ao movimento Punk uma cara parecida mas totalmente particularizada em cada país.

Por se assemelhar em diversos aspéctos com o anarquismo (posteriormente, a principio o movimento punk era apolítico), punks e anarquistas passaram a colaborar entre si e muitas vezes participando das ações.

Passaram então a existir muitos punks que também eram realmente anarquistas, e posteriormente surgiu o anarcopunk, este ganhou um novo rumo com redirecionamento a uma nova militância política, com discursos e ações mais ativas, opondo-se à mídia tradicional, ao Estado, às instituições religiosas e grandes corporações capitalistas.


Como a maior parte dos movimentos populares, o movimento punk tem quase tantas nuances quanto o número de adeptos, mas em geral sustentam valores como anti-machismo, anti-homofobia, anti-fascismo, amor livre, antilideranças, liberdade individual, autodidatismo, iconoclastia, e cosmopolismo.

Existem outras vertentes do movimento como o oi! caracterizado pelo relacionamento de punks e skinheads, ou o straight edge que se auto-denominam "livres de drogas" não fazendo uso de nenhuma substância que altere o humor, incluindo o álcool e a nicotina.



Eu acho que seria muito bom um bate papo com Stalin, Joey Ramone e Padre Marcelo Rossi...Eu ia comprar 200 kilos de pipoca ia chamar o mate com angu em peso e iamos fazer umas das sessões mais doidas do mundo ao som de Pené de luxe...

4 comentários:

  1. No início tive uma má impressão de seu texto, achei que jugarias a postura punk, pois gosto desse tipo de movimento, apesar de ter diversas realçalvas quanto a postura de alguns, claro. Porém eu acredito piamente no anarquismo como modo de vida ideal, acredito que o ser humano é capaz de viver por si, se ajudando mutuamente e Bakunin era ateu, mas eu creio em Deus. E creio em mtos principios Bakunianos.
    Mas no fim, achei legal a sintexe do texto sobre os punks e suas diversas vertentes, como em tudo, como árvores existem ramos e todos se diferem...
    Eu continuo a favor de um Death ou um bom Punk rock, por que não?

    ResponderExcluir
  2. punk rock é tudo...respeito total ao underground de verdade..vamos nessa

    ResponderExcluir
  3. ouvindo a voz que nos defende,leci fortalece a nossa dignidade

    ResponderExcluir
  4. carlinhos pao preto16 de abril de 2010 18:53

    uma palavra de um simples conhecedor de palavras amigas.

    ResponderExcluir

DEIXE AQUI SUA PALAVRA TÁ??