TODO DIA ...É 1 TEXTO NOVO!!!

8 de jan de 2009

mestre

eu e o grandioso bambaataa
De slowdabf



É impossível falar de Cultura Hip-hop e esquecer de citar a trina pessoa de 'Afrika Bambaataa, Kool Herc e Grand Master Flash', seus idealizadores. Todavia, dentre os três, sem demérito algum, Bambaataa visivelmente se tornou à personalidade mais presente na representação do Movimento mundialmente através da 'Universal Zulu Nation', entidade que criara com sede em seu bairro de origem (Bronx-NY), na finalidade de preservar e desenvolver os muitos dons existentes entre os jovens da região, mantendo-os distantes das drogas e dos conflitos das gangues.

A estruturação de uma filosofia baseada nos princípios dos grandes lideres e pensadores africanos e afro-americanos; a associação dos quatro principais elementos na construção desta Cultura, e a preocupação com um 'hip-hop incorrompível' a ponto de promover o 'auto-Conhecimento' acerca de cada membro, a origem de cada elemento e a história do Movimento Cultural Hip-hop como um todo, além do 'Conhecimento' abrangente sobre o Mundo e as sociedades onde respectivamente cada um de nós vivemos, fazem do DJ Afrika Bambaataa uma figura atemporal, constantemente afinada à evolução dos tempos.

Inovador e exime pesquisador da diversidade dos ritmos musicais de todo o mundo, Bambaataa periodicamente lança ao mercado experimentações das quais são absorvidas direto ou indiretamente pela indústria musical desde 1982, quando realizou a fusão do funk dos 70, com o estilo techno pop do grupo alemão 'Kraftwerk' e elementos sonoros africanos, que originou através do clássico de 'Planet Rock' no estilo conhecido como 'electro-funk', responsável por influenciar outros gêneros eletrônicos como o 'techno' de Detroit, o 'miami bass' de Miami, o 'jazz' mais moderno e o 'dancehall' da Jamaica.

Pode-se afirmar também que o 'pseudo funk carioca' é filho bastardo, inicialmente do electro e depois do miami bass. E é sobre essa fonte inesgotável de criatividade que está baseado o seu mais recente álbum (2004) intitulado de 'Dark Matter Moving at the Speed of Light'. Psicodélico, Bambaataa diz receber inspirações das galáxias para produzir seus trabalhos. Dark Matter pode ser interpretado como um misto de devoção às suas raízes musicais africanas e a original funk music dos EUA. 'Um talentoso disco repleto do mesmo espírito ousado e alegre que o caracteriza.

Sua música tem ajudado a edificar, de maneira consciente, uma ponte cultural e de cooperação entre diferentes grupos de pessoas, o que não poderia ocorrer se fosse de outra maneira; vinte anos mais tarde eu ainda acredito em Bambaataa, ele é mais que a alma e o espírito do hip-hop. Abrange um tal ritmo em sua música que notabiliza sua diversidade, como a essência de sua mensagem', declara 'Tom Silverman', consultor musical da Tommy Boy Records, gravadora que sempre acreditou na potencialidade de Afrika Bambaataa. Destaque para as faixas 'Dark Matter (feat. King Kamonzi), Metal (feat. Gary Numan and MC Chatterbox), Just a Smoke (feat. Mustafa Akbar), Shake ´N´ Pop Roll (feat. Aghi Spirits) e Pick Up On This'.

--
slowdabf ta rimando

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE AQUI SUA PALAVRA TÁ??